Microsoft non quere que o Magalhães, o portátil distribuído nas e-escolinhas (programa de escola 2.0 en Portugal) teña dual-boot, tendo feito presións para que o computador se inicie automaticamente con o Window$, revelou Paulo Trezentos, director técnico da Caixa Mágica, na sua audición perante a Comisión eventual de enquisas a ‘Fundação das Comunicações Móveis’; “Microsoft utilizou toda a espécie de pressões para que o Windows iniciasse automaticamente, mas tanto o Ministério da Educação como a JP Sá Couto conseguiram” evitar essa limitação.